Eu adoro vestidos de noiva!

por Cleide Sousa

Esse ano, tive oportunidade de desenhar 2 vestidos de noiva. Quando os casamentos acontecerem, postarei as fotos aqui para que vocês os vejam…

Desde sempre, eu gostei de criar vestidos de noiva. Quando criança, para minhas Barbies, mais tarde, no curso de desenho de moda, eram meu “assunto” favorito. E até hoje eu pesquiso, dou palpite, visito sites, estou sempre por dentro do que se está usando, e especialmente do que é atemporal, e o que é moda.


Vou compartilhar aqui a história dos vestidos de noiva,  uma pesquisa que fiz para meu outro blog, para que os interessados possam se informar.

hoje em dia, casamento virou um grande evento, um negócio, uma forma de se mostrar para sociedade…


Em nome da moda e do espetáculo, todo mundo segue a mesma tendência, e acaba no que eu tenho percebido por aí: noivas pasteurizadas… cabelos iguais (antes podiam escolher entre flores, véus, mantilhas, coroas, pedras, agora são sempre as mesmas tiaras), vestidos idênticos (que além de serem brancos por tradição, todo mundo usa tomara que caia, pode estar frio ou calor, estando a noiva em forma ou fora de forma); e acaba, que em nome da moda, o sonho é sacrificado!

Mas quem inventou essa tradição? Porque casamento sempre existiu, mas as cores dos trajes, e as cerimônias devem ter sua história…

Noiva na Grécia Antiga

Pensando nisso, descobri umas coisas sobre os vestidos de noiva…

Em princípio, os vestidos eram de qualquer cor, desde que fossem muito luxuosos… como o casamento era um arranjo comercial, o vestido suntuoso mostrava o poder da família da noiva.


Na alta Renascensa, a cor que predominava nos vestidos de noiva – sinal de distinção social – era o preto! Pensem bem se uma noiva entra na igreja de preto hoje? Mas isso foi no século XVI


Há muitas versões para a invenção da tradição do vestido branco,  uns ligados à rainha escocesa Mary Stuart, outros à Maria de Médic, contemporânea de Miguelângelo, que causou um rebuliço na corte européia, quebrando a tradição de usar cores escuras.

Os tradicionais vestidos pretos na Renascença

 

 

Maria de Medici no seu controverso vestido branco

 

Mas a tradição mais insistente liga a invenção do vestido branco à rainha Vitória da Inglaterra, século XIX.

O Casamento da Rainha Victoria

A história de tal rainha, tem tudo a ver com a invenção de outra coisa que nós, os pós-modernos pensamos que sempre existiu: O Amor Romântico.


Verdade! Até então, casamento não tinha nada a ver com amor… absolutamente nada! Quem vê as novelas que mostram casamento arranjado e acham um horror… ficará mais assustado em pensar que essa história de escolher um par que nos agrade tem pouco mais de 200 anos, e não é fato no mundo todo!

Na tradição indiana, os casamentos até hoje são arranjados.


Bom, a tal rainha Vitória, foi a primeira nobre a se casar genuinamente por amor… e escolheu para esse acontecimento, um traje branco, com a coroa… como era rainha, foi ela quem pediu ao principe Albert em casamento…


Bendita invenção a máquina fotográfica que permitiu que pudéssemos ver o tal vestido até hoje…

O histórico vestido de noiva da Rainha Victoria

As outras tradições…


A marcha nupcial também foi encomendada pela rainha Vitória (eita mulher porreta!), ela era fã de Mendelssohn e encomendou a música para o casamento das filhas… isto foi em 1842!

O famoso véu é antigão… tá no Genesis, da Biblia.



O buquê das noivas romanas servia para espantar maus espíritos, tinha ervas aromáticas. Depois, as ervas foram trocadas por flores, símbolo de fertilidade. A noiva passou a jogar o buquê às convidadas a partir do século 14, na França.



As damas de honra são hábito da Antiguidade – pasmem! E os padrinhos têm a ver com o acordo comercial, já que como eu disse, casamento era um negócio.



Adorei a história das alianças: a troca delas já acontecia no Egito Antigo(que, inclusive, já a usavam no dedo anular esquerdo, considerado uma ligação direta com o coração). Entretanto, só foi considerada indispensável no casamento católico a partir século 16, com o Concílio de Trento.


 

As alianças simplesmente perfeitas da Vivara

 

Hoje, no século XXI, inventa-se de tudo para sair do lugar comum… esse video fez muito sucesso:

 

Eu confesso que é demais para mim. Não aceitaria uma cerimônia dessas, porque eu faço mais o estilo tradicional. O máximo de estravagância que permitiria seria algo do tipo:

Esse vestido de noiva, por sinal, é um dos mais bonitos que já vi, é romântico e moderno ao mesmo tempo. O traje do noivo, por outro lado, não me agradou muito… não acho elegante usar cores fortes no casamento.

Bom, pra encerrar esse papo comprido… alguns vestidos para te inspirar… lembre-se, não importa seu estilo, escolha algo especial, que te agrade e que agrade ao seu amor. Afinal, mesmo que você não seja lá muito romântica, não há como negar que casamento é um dia especial na vida de quaquer pessoa!


Agora me contem… especialmente quem casou: Quer compartilhar as fotos conosco? Quem ainda não casou, qual vestido te marcou?

Quem gosta do assunto, mantenha-se conectado, haverão muito mais posts como esse! Por hoje é só!

Se você gosta do assunto, vai gostar desse post também:

 

https://cleidemaquiadora.wordpress.com/2010/11/26/casando-se-vestida-em-tule-mostre-a-sua-leveza/

Anúncios

3 Responses to “Eu adoro vestidos de noiva!”

  1. Cadê o vestido da Sophie do Mamma Mia? Ele é lindo! Você bem sabe que não curto este ritual de noivas, acho que depois de dois anos convivendo com o lado comercial da coisa. Mas a cena do filme em que a Donna prepara a filha, fazendo-lhe massagens, penteando-lhe os cabelos… me emociona profundamente, acredito que assim deveria ser o dia da noiva, íntimo e delicado, não esta histeria que se tornou a industria do casamento. Acho que na verdade a romântica sou eu! Beijos

    • Dayse, muito bem lembrado! Eu adoro aquele vestido… mas sabe que não achei uma foto satisfatória dele? Eu tenho um nas minhas pastas, ainda o utilizarei em algum post sobre noivas. Agora, o dia da noiva é mesmo perfeito no filme não é? Eu confesso que passar o dia num salão, com um monte de gente chata e noivas mimadas e estressadas, não é minha pretensão no dia do meu casamento… Vou ver se encontro a cena de Mama Mia para acrecentar em um próximo post, e a cena mais emocionante do filme!

Trackbacks

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: